Ze povinhoVocê não compreende que eu sou embaixadora e já o meu pai era embaixador?

Não se tratava de nenhum representante de uma cleptocracia africana ou de um país do terceiro mundo, mas sim da representante de Portugal neste país e nos bálticos. Segundo conta o Iltalehti (em finlandês) Diplomata atrevida força a entrada num evento cheio em Helsínquia: «não percebe que eu sou embaixadora?» a senhora chegou a um evento que tinha como convidada Federica Mogherini, a alta represente da EU para a política de segurança. O evento estava previamente esgotado e havia até em fila de espera representantes de outras embaixadas.

Não percebe, que eu sou a embaixadora de Portugal? Você compreende que eu sou embaixadora e já o meu pai era embaixador?” terá dito a embaixadora Maria de Fátima Perestrello. Acrescentou ainda que o evento era precisamente para pessoas “como ela.” E marchou por ali adentro.

A jornalista do Iltalehti não se coibiu de espremer ao máximo a notícia, citando até a resposta que a embaixadora deu quando lhe pediu uma explicação: “Desculpe, mas porque é que eu deveria responder a esta questão?”