Nope, ainda não. O prometido «Natal branco» ainda não chegou aqui ao sul. Haverá outras regiões e cidades com um natal branco (tmp? trk?), há alguma neve que subsiste de ontem e as temperaturas são negativas, mas a minha bola de cristal diz-me que este Natal também não será branco em Helsínquia.

Branco ou não, votos de um feliz Natal.

Há um texto irritante que circula por email e, por via destes, nos blogs que pretende apresentar uma comparação entre portugal e a finlândia na educação.

O texto deve ter sido inspirado numa visita de estudo a uma escola modelo ou num documento dos burocratas dos ministério da educação finlandês. Na realidade, é que ele não foi. Só para dar um exemplo o primeiro ponto da lista “1. Na Finlândia as turmas têm 12 alunos;” não tem ponta por onde se lhe pegue.

Na Finlândia as turmas têm, seguramente, mais do que 12 alunos. Existe até, pelo menos um caso, de uma turma de 35 alunos. Imaginem a irresponsabilidade e o dano permanente que tal causaria naqueles alunos se este fosse um caso isolado perante um mar de escolas com turmas de 12 alunos – aqueles cidadãos estariam à partida marcados como de segunda classe e destinados a ver outros estudantes passar-lhes à frente por directa negligência da escola.
Não acho nada positivo que haja mais 5 ou 10 alunos nessa turma ou escola do que nas restantes, mas por aqui se vê quão longe da realidade está a comparação.

O ensino na Finlândia é indubitavelmente melhor do que aquele que recebem os portugueses mas é irrelevante e até contraproducente basear a crítica num modelo não aplicável, fortemente apoiado num ensino superior de qualidade e que neste caso concreto não passa de uma mistificação.
Clique para ler mais críticas à comparação.

mapa da finlandia em portuguesQuem nunca teve curiosidade em saber o significado dos nomes da sua terra adoptiva? “Suomi”, desde logo, vem de “suo”, brejo, lodaçal, pântano. É normal, com tantos lagos! E o melhor é que é mesmo aí que crescem as deliciosas “amoras árticas dos päntanos”, traduçäo do dicionário para “lakka” (e porque näo só “lacas”?)

Pois bem, após aturadas (…) buscas (muitos dos nomes em finlandês säo adaptaçöes linguísticas do nome em sueco), eis a primeira versäo do mapa da Finländia em… “versäo portuguesa”. Correcçöes e acrescentos agradecem-se! 🙂

Mais uma para a secção “Sabes que estás há tempo a mais na Finländia quando…

Estava a passar pelo JONE’s ali no túnel lateral da Estaçäo Central de Helsínquia (ao lado do R-Kiski, como de quem vai/vem para as linhas 13-19) quando, por mero acaso, deparei-me com uma visäo triangular recheada familiar… e grandes que eram os triângulos!
Só podiam ser, ou azevias ou chamuças. Fosse como fosse, já faria água na boca!
Veio o prestável empregado, perguntei-lhe, e ele logo esclareceu: “SAMUSSA!”
Para vos abrir o apetite, ofereço-vos este vídeo de baixo valor calórico, onde o meu amigo Songa faz de “Mestre Chamuceiro”…

Bom apetite!
Adenda: As azevias säo tradicionalmente em 1/2 lua, mas já as vi triangulares. Em Portugal, obviamente.