A partir de Junho do próximo ano a TAP fará 5 voos semanais para a Finlândia, está hoje anunciado em diversos sites noticiosos.

A companhia portuguesa vem assim fazer concorrência aos voos directos Lisboa Helsínquia da Finnair, ao abrigo de um “protocolo de desenvolvimento turístico”:
Já a Finlândia registou 75.100 hóspedes e 369.600 dormidas em Portugal em 2007, e aumentou 26,9 por cento no número de hospedes e 14,6 por cento em dormidas até Setembro deste ano. refere-se no comunicado da Lusa. As tretas que esta malta inventa para subsidiar estes monstros…

As notícias não dizem qual a partida destes voos, mas é quase certo que sairão de Lisboa. Quem diria, em menos de dois anos duas companhias a fazer voos directos entre Portugal e a Finlândia!

WOMEX 2008 logo

A Terra Pura, de Luís Rei, iniciou uma série de seis emissões especiais com reportagens efectuadas na WOMEX, a maior feira de músicas do mundo, que decorreu em Sevilha entre 30 de Outubro e 2 de Novembro. Foi preparada uma emissão dedicada à folk nórdica, que incluí uma conversa com a sami sueca Sofia Janook e os finlandeses Jouhiorkesteri e Kristiina Ilmonen (da Sibelius Akademi que conquistou o prémio WOMEX 2008, a par dos hungaros Muszikás). Jouhiorkesteri, a Orquestra da Crina, é um quarteto finlandês que dá uma dimensão nunca antes vista à lira tocada com arco. Através deste link poderão ouvir a emissão de 21 de Novembro – Valkyrien Allstars, Jouhiorkesteri…

Maravilha! Näo só as lojas todas estaräo abertas ao Domingo, as mais pequenas poderäo funcionar SEMPRE! Que mais se pode pedir?

Argumentos contra: Como se näo bastasse já a “cultura do centro comercial”, ainda mais se ajuda. O pouco tempo que se passava com a família (forçado ou näo) vai acabar, porque os putos väo para o antro de comida-lixo e os papás a ver montras.

Argumentos idióticos a favor:
(HS 14/11/08 A8) Se se for “de festa” na 6.a à noite, no Sábado näo apetece ir às compras [devido à ressaca] –isto de uma gaja acima dos 50. Mas esta gente näo se enxerga?

Falam de “mudança societal” com esta medida. Pois é verdade.
Ai e tal, quem trabalha aos Domingos recebe mais dinheiro. Pois é verdade. Mas breve se perceberá que näo há “voluntários” que cheguem, e väo passar a forçar pessoas a trabalhar ao fim-de-semana. Que descansem à Terça ou à Quarta, näo é? E o que há para fazer nesses dias? Ficar em casa sozinho? AH, resolvido o problema: vai-se às compras! Que sociedade perfeita!
Mas ainda sobre a “mudança societal”:
A discussäo acerca do “comércio tradicional” contra as grandes superfícies falha sempre, porque se quer esquecer as razöes pelas quais ele está aberto em “horário de expediente”:
— é/era feito por empresários, que daí tinham o seu emprego e rendimento
— funcionava às mesmas horas das fábricas e escritórios, porque as pessoas iriam a actividades comuns (fosse igreja, fosse família) após o trabalho
— funcionava às horas de expediente porque a sociedade funcionava na premissa de que apenas um dos cönjuges estaria na fábrica/escritório.
Essa é que é essa, e tem-se ignorado! Talvez porque seja bastante conveniente ignorá-lo.
“Dantes” era a mulher que fazia as compras, enquanto o marido estava fora de casa.
Hoje em dia, com os dois a trabalhar fora de casa, qualquer dos dois teräo de o fazer obviamente após o seu trabalho. Daí que só me pergunte uma coisa: durante os dias de semana, qual é o movimento que têm os supermercados das 07:00 às 09:00, alguém me pode informar? Aliás… até às 11:00! Ou às 14:00!

No fim de contas, os supermercados têm custos/hora totalmente fixos, seja de Inverno ou Veräo. Säo “árvores de Natal” permanentes. Agora com custos de trabalho acrescidos para pagar as compensaçöes “domingueiras”. Quem paga isto? TU, meu cliente.
Como se o cartel do K+S+T näo te fosse ao bolso que chegue!
Mas parece que, näo obstante a crise, os finlandeses têm dinheiro a mais nos bolsos, logo näo lhes dói. Veremos daqui um ano. Se calhar väo ser os próprios supermercados a recusar abrir aos Domingos por falta de rendibilidade.

Näo seria mais inteligente que as lojas estivessem abertas só das 11:00 às 21:00 de Segunda a Sábado?

Dantes havia aquela série meio parva da Britcom, que ainda por cá passa, sobre uma vicária de uma localidade rural no Reino Unido (a vicária de Dibley). Por estas bandas, quando não há voluntárias arranja-se um voluntário e os fiéis de Imatra poderão em breve ter a sua vicária:

A local vicar for the Evangelical Lutheran Church in Imatra has announced his intention to undergo gender reassignment surgery.

The minister, who is taking a temporary leave of absence, intends to begin hormone treatments at the start of the year. After this, he will undergo surgery and physically become a woman.

YLE